Paraíba

Paraíba continua liderando o ranking de competitividade

set 16, 2018 Leandro Santos

O estado da Paraíba segue na liderança do Ranking de Competitividade do Nordeste, levantamento idealizado pelo Centro de Lideranças Públicas (CLP), em parceria com a Tendência Consultoria Integrada e a Economist Intelligence Unit. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (14), que ressaltaram o crescimento da Paraíba também ranking nacional, chegando ao 9º lugar. O estado se destacou nas áreas de infraestrutura, subindo do 4º ao 2º lugar; da segurança pública, dando um salto do 13º para o 9º lugar; além dos investimentos em sustentabilidade social, saindo da 16ª posição e chegando a 14ª.

Dados anteriores da Paraíba

Para ter uma ideia do rápido crescimento da Paraíba, em 2017 o estado ocupava o 10º lugar no ranking Brasil, que faz questão de alisar todos os estados brasileiros. Um termômetro que apresenta à sociedade o nível de investimento de cada um desses estados em políticas públicas e de investimentos. Na edição deste ano, o estado ainda se manteve na mesma posição em relação ao ano passado na categoria Inovação, ficando em 8º lugar, o que é considerado bom pelas instituições que promovem o ranking. 

O ranking de competitividade 

O ranking está na sétima Edição e apresenta a análise e capacidade competitiva de todos os estados brasileiros, além do Distrito Federal. São 66 indicadores, sempre agrupados em 10 Pilares.

Entre esses indicadores, 35 São comparados com dados internacionais de 34 países membros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Os 10 itens analisados são: infraestrutura, educação, capital humano, sustentabilidade ambiental, segurança pública, sustentabilidade social, solidez fiscal, potencial de mercado, inovação e eficiência da máquina pública.

Confira os dados gerais da Paraíba no ranking

2º lugar: Infraestrutura

8º lugar: Inovação

9º lugar: Segurança Pública

11º lugar: Solidez Fiscal

14º lugar: Sustentabilidade Social

15º lugar: Educação

16º lugar: Sustentabilidade Ambiental

18º lugar: Eficiência da Máquina Pública

19º lugar: Capital Humano

Foto: José Marques